DestaqueNacional

Governo admite colocar “todas as restrições” durante a passagem de ano

António Costa voltou a referir que este Natal não vai ser normal e na passagem de não pode existir qualquer tipo de tolerância.

- publicidade -

O Governo já diz há muito que o Natal e a passagem de ano não vão ser como estamos habituados.

António Costa revelou, em entrevista à rádio Observador, que “o Governo propôs ao Presidente da República, e o senhor Presidente da República aceitou que desta vez, quando anunciarmos a renovação do estado de emergência, possamos anunciar não só as medidas para a próxima quinzena como as medidas para a quinzena seguinte, ou seja, até 6, 7 de janeiro“.

“É fundamental que as pessoas possam ter uma noção antecipada do que vai ser o Natal”, referiu. “Vamos todos fazer o esforço para podermos ter o Natal com as melhores condições possíveis, mas logo a seguir, há uma coisa que posso antecipar desde já, é que a passagem do ano vai ter todas as restrições porque aí não pode haver qualquer tipo de tolerância“.

Posto isto, existe a possibilidade do Governo impor o recolher obrigatório nestas datas festivas e até mesmo a restrição de circulação entre concelhos.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui