Sines

GNR resgatou dois tripulantes em embarcação abalroada por orcas ao largo de Sines

publicidade

A Unidade de Controlo Costeiro (UCC), através do Subdestacamento de Controlo Costeiro de Sines, resgatou este domingo dois homens, ambos de 70 anos, de um veleiro desgovernado, perto do Cabo de Sines.

O veleiro, com 12 metros de comprimento, efetuou um pedido de socorro através das comunicações rádio VHF marítimas, encontrando-se a cerca de três milhas náuticas de distância de terra, o equivalente a 5,5 quilómetros.

«Imediatamente os militares da Guarda deslocaram-se ao local com a Lancha de Vigilância e Interceção, onde apuraram que a embarcação tinha sido abalroada por duas orcas que partiram o leme, deixando assim a embarcação à deriva e sem capacidade de manobra» refere o comunicado da GNR.

Os dois tripulantes encontravam-se bem de saúde, sem ferimentos, tendo o veleiro sido rebocado pela patrulha da GNR até ao Porto de Recreio de Sines.

Este será o segundo ataque em águas portuguesas, depois de a 24 de agosto, o proprietário de um veleiro de bandeira nacional ter comunicado às autoridades ter sido vítima de um ataque de duas orcas, quando seguia a seis milhas da costa, entre o Cabo Espichel e Cascais, conforme o Diário do Distrito noticiou.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui