JustiçaNacional

GNR leva a cabo Operação “Comércio Seguro”

- publicidade -

A Guarda Nacional Republicana (GNR), na sua área de responsabilidade, realiza a operação “Comércio Seguro”, durante o período de 14 a 24 de dezembro, com o objetivo de garantir a segurança dos comerciantes e clientes, fruto do aumento de fluxo de pessoas em espaços e áreas de comércio, que tradicionalmente caracteriza esta época natalícia.

Durante a operação serão empenhados militares das Secções de Prevenção Criminal e Policiamento Comunitário, militares da estrutura de Investigação Criminal e militares dos Postos Territoriais, que realizarão ainda ações de sensibilização junto de comerciantes, algumas delas em parceria com a Direção Geral do Consumidor, alertando-os sobre os procedimentos de segurança a adotar, com o intuito de evitar que sejam alvo de ilícitos criminais.

Será ainda reforçado o patrulhamento nas zonas de comércio, com o objetivo de aumentar o sentimento de segurança dos lojistas e clientes, considerando que nesta época existe um aumento significativo de transações monetárias.

Aos comerciantes, a GNR aconselha a que tenha as entradas/saídas do estabelecimento bem iluminadas; antes de fechar o estabelecimento, verifique se as portas e janelas estão devidamente fechadas; não tenha grandes quantidades de dinheiro no interior do estabelecimento nem mantenha uma rotina para a realização dos depósitos bancários.

Tenha sempre disponível o contacto telefónico da GNR da sua área do estabelecimento e em caso de assalto mantenha a calma, não reaja, memorize os traços fisionómicos do assaltante, a roupa que o mesmo vestia e a direção de fuga, contactando de imediato a GNR.

Aos compradores/clientes, a GNR aconselha a evite trazer consigo grandes quantias de dinheiro e objetos de valor; numa rua movimentada leve a sua mala de mão ou pasta do lado oposto à berma, mantendo-se junto dos edifícios, e evite circular em locais isolados e pouco iluminados; em caso de ter algum choque com alguém que circula junto de si, verifique, de imediato, se a carteira, o telemóvel e os restantes objetos de valor continuam consigo.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo