AtualidadeCrimeDestaqueÉvora

GNR instaura ‘processo de averiguações’ sobre actuação de militares em Reguengos

- publicidade -

A divisão de comunicação e relações Públicas da Guarda Nacional Republicana esclarece situação sobre agressões na esplanada de um estabelecimento em Monsaraz.

«Atendendo ao vídeo que circula nas redes sociais e demais plataformas, relativamente às agressões ocorridas num estabelecimento, na área de atuação do Posto de Reguengos de Monsaraz, pelas 22h30 do dia 16 de julho, a GNR esclarece que a patrulha às ocorrências foi chamada a um estabelecimento de venda de bebidas ao público, uma vez que um grupo de indivíduos tentava entrar e foi-lhes vedado o acesso porque não se faziam acompanhar do respetivo certificado digital COVID.»

No comunicado a GNR explica também que «chegada ao local, a patrulha tentou cessar o desentendimento, mas dada a quantidade de pessoas no local, acionou os meios de reforço, de forma a preservar a segurança e a integridade física dos demais envolvidos e dos próprios militares da GNR.

Conforme se verifica no vídeo, do atropelamento resultaram 3 feridos ligeiros, sendo que um recebeu tratamento hospitalar.»

Em relação ao ocorrido, a GNR refere que «logo imediatamente após a ocorrência e já com os reforços, foram apreendidas as duas viaturas e o suspeito identificado. Tendo em conta a natureza do crime, foi chamada a Polícia Judiciária, que efetuou perícias às viaturas e dará continuidade à investigação».

A GNR esclarece que será instaurado processo de averiguações para apuramento de eventual responsabilidade disciplinar relativamente à atuação dos militares da GNR.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo