JustiçaPaís

GNR: 369 detidos em uma semana

publicidade

A GNR disponibilizou o relatório nacional, entre os dias 2 e 9 de julho, onde contabiliza as detenções, apreensões e infrações. “Estas ações visaram, não só, a prevenção e o combate à criminalidade e à sinistralidade rodoviária, como também a fiscalização de diversas matérias de âmbito contraordenacional, registando-se os seguintes dados operacionais:

1.    Detenções: 369 detidos em flagrante delito:

·      153 por condução sob o efeito do álcool;

·      100 por condução sem habilitação legal;

·      22 por tráfico de estupefacientes;

·      10 por furto e roubo;

·      Oito por posse ilegal de armas;

·      Seis por violência doméstica;

·      Três por falsificação de notação técnica;

·      Dois por detenção de armas proibidas;

·      Um por incêndio florestal.

 

2.    Apreensões:

·      2 516 doses de haxixe;

·      284 doses de heroína;

·      275 doses de óleo de cannabis;

·      117 doses de cocaína;

·      67 doses de cannabis;

·      20 pés de cannabis;

·      Oito armas de fogo;

·      11 armas brancas;

·      101 munições de diversos calibres;

·      Três veículos;

·       85 mil cigarros;

·       2 691 quilos de pescado;

·       1 570 quilos de bivalves;

·      900 euros em numerário.

 

3.    Trânsito:

Fiscalização: 7 928 infrações detetadas, destacando-se:

·      2 794 excessos de velocidade;

·     363 por uso indevido do telemóvel no exercício da condução;

·     347 relacionadas com anomalias nos sistemas de iluminação e sinalização;

·     345 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças;

·     303 por condução com taxa de álcool no sangue superior ao permitido por lei;

·     283 relacionadas com tacógrafos;

·     264 por falta de inspeção periódica obrigatória;

·     207 por falta de seguro de responsabilidade civil”

Ler mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui