AlmadaCantinho da Bicharada

Gato resgatado de ruínas por Provedor dos Animais de Almada

- publicidade -

Um gato foi esta manhã resgatado do alto de um edifício em ruínas e em risco de derrocada, onde se encontrava sem conseguir descer desde o passado domingo.

O resgate teve lugar no antigo Cais do Ginjal, Cacilhas, pelo médico veterinário Dr. Nuno Paixão, também actual Provedor dos Animais no Município de Almada.

A história é contada pela responsável do grupo «Os Gatos do Cais do Ginjal», que alimentam vários felinos que ali se encontram, promovendo também a sua esterilização e tratamentos médicos.

«Ontem publiquei um grito de pedido de ajuda para o gatinho que estava no topo de um dos edifícios em ruínas.

Esta manhã recebi um telefonema do Provedor dos Animais da Câmara de Almada, Dr. Nuno Paixão dizendo que ia ter comigo ao Cais do Ginjal.

Fui tratando de uns animais e segui muralha fora para ir alimentar os gatinhos das ruínas. Quando chegámos ao Arco, túnel de acesso às ruínas apareceu o Dr. Nuno Paixão, nosso Provedor dos Animais de Almada, todo equipado, preparado para fazer alpinismo / rapel, pronto para ir resgatar o gatinho.

O Dr. Nuno começou a procurar o gato, trepar, escalar até que apareceu o Silvestre, ficando nós com a certeza que o gato que tinha comido era o irmão que tinha estado desde domingo em cima do telhado do edifício.»

Após o salvamento do gato, as responsáveis d ‘«Os Gatos do Cais do Ginjal» deixaram um agradecimento ao «Dr. Nuno Paixão, o Senhor é extraordinário, de uma enorme eficácia, habituado a este tipo de ação, o Senhor fez as vezes dos Bombeiros que foram muito prestáveis mas que não resolveram o problema» e «às amigas Carla Matos, Isabel Ferreira e Sofia Dias».

Para terminar o Dr. Nuno Paixão ainda ofereceu ração aos “meninos” do Cais do Ginjal.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui