Atualidade

Galp com disparidade de 100 milhões na produção de petróleo e quebra de vendas

publicidade

A Galp Energia comunicou à CMVM que a produção de petróleo foi “suportada pela maior contribuição de Lula e Berbigão/Sururu”. Assim, e apesar das “paragens em duas FPSO devido a casos de Covid-19”, a Galp Energia produziu 132,2 mil barris de petróleo, um aumento de 18% face a igual período de 2019.

Se a Galp Energia produziu mais petróleo, o mesmo não se verificou nas contas já que que marcaram uma imparidade de cerca de 100 milhões de euros, “relacionada com ativos de exploração de menor escala, refletindo uma reavaliação do potencial dos prospetos”.

A crise pela pandemia covid-19 fez-se sentir, já que apesar de um aumento de produção, os níveis de processamento de petróleo nas refinarias caíram 50% e com os barris a dois dólares, as margens de refinação caíram 33%

“As vendas de produtos petrolíferos, gás natural e eletricidade a clientes diretos refletiram os efeitos da queda significativa da procura causada pelas medidas de contingência adotadas.”

O balanço das vendas não podia ser mais negativo, a compra de produtos petrolíferos desceu 45%, o gás caiu 38% e a luz 14%.

NOTÍCIA RECOMENDADA: https://diariodistrito.pt/galp-energia-e-amorim-reunem-se-com-o-presidente-da-republica/

Ler mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui