Parceiros
Destaque
Em Destaque

Fuzileiros culpam civil pela morte de Fábio Guerra mas ficam em preventiva

Os dois fuzileiros foram ouvidos pelo juiz e culparam Clóvis Abreu da morte do agente da PSP, mas ficaram em preventiva.

- publicidade -

O juiz Carlos Alexandre mantém os dois militares em preventiva depois de os ouvir no Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa. O primeiro interrogatório que durou três horas o juiz Carlos Alexandre decidiu manter em prisão preventivas os dois fuzileiros, Cláudio Coimbra e Vadym Hrynko, foram ouvidos e voltaram a contar a mesma versão que já tinham contado aos superiores na Base Naval do Alfeite, em Almada.

Os dois militares admitiram ter dado “socos” ao Fábio Guerra, mas imputam as agressões mais graves, como pontapés na cabeça, a Clóvis Abreu, o amigo civil que continua a monte e a ser procurado pela Polícia Judiciária.

A versão dos dois militares não foi suficientemente credível para convencer o juiz a aplicar-lhes a medida mais leve, o Termo de Identidade e Residência. Carlos Alexandre ‘apoiado’ nas provas apresentadas pela PJ e pelo Ministério Público, decidiu manter os jovens em prisão preventiva, recolhendo ao estabelecimento prisional militar de Tomar.

Cláudio Coimbra e Vadym Hrynko, estão a ser defendidos pelo mesmo advogado do Barreiro, na audiência de ontem, os dois foram confrontados com imagens de videovigilância, não as da discoteca, mas de outro equipamento. O advogado de defesa ainda alegou que as imagens não eram claras e que as agressões violentas foram praticadas por Clóvis Abreu.

As investigações continuam por parte da PJ que agora tenta identificar mais intervenientes no ato de extrema violência e que vitimou o jovem polícia que servia na 64ª esquadra de Alfragide, na Amadora.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário