AtualidadeDesporto

Futebol Clube Barreirense e Vitória Sport Clube prestam homenagem a Neno

- publicidade -

Após a notícia do falecimento do antigo guarda-redes Adelino Augusto Graça Barbosa Barros, conhecido por todos como ‘Neno’, na noite de quinta-feira, vários foram os clubes que publicaram mensagens de condolências, entre estes o Futebol Clube Barreirense, onde Neno esteve no início da sua carreira futebolística como senior.

«Neno era um homem de carisma, com um sorriso contagiante, excelente jogador mas um excelente homem e será assim que te vamos recordar» refere a nota publicada nas redes sociais.

«Chegou ao Barreirense com 16 anos para a equipa de Juniores, acabado de chegar do Santoantoniense o seu primeiro clube em Portugal, e durante 6 anos, os últimos quatro já na equipa sénior, acabou por agarrar com unhas e dentes as balizas barreirenses ajudando a equipa a subir à 2.ª Divisão Nacional.»

A direção do Clube lamenta que «aos 59 anos, a vida decidiu pregar-lhe uma partida e levou-o deste mundo. Uma perda para o nosso desporto, para a nossa sociedade e para todos aqueles que com ele privaram» e endereça «sentidos pêsames à família e amigos do nosso Neno.»

Por sua vez, a direção do Vitória Sport Clube, onde o guarda-redes cantor terminou a sua carreira, e ao qual se mantinha ligado em várias funções, recorda «a imagem um sorriso. Um sorriso que contagiou o Vitória, o futebol nacional e a sociedade portuguesa» e agradece «todas as manifestações que nos têm sido endereçadas por várias entidades e personalidades do desporto e da vida pública, registando a força que nos transmitem nesta hora tão inesperada».

Antigo guarda-redes, o internacional português representou o Vitória em três momentos da sua carreira, integrando o grupo que conquistou a Supertaça Cândido de Oliveira em 1988.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui