AlmadaAtualidadeDestaqueDistritoDistrito Setúbal

Furtos nas praias da Costa da Caparica preocupam autoridades

publicidade

Nos últimos dias são várias as queixas apresentadas nas autoridades por causa de furto de bens que são deixados pelos banhistas nos areais enquanto dão um mergulho nas águas das praias da Costa da Caparica, Almada.

Carteiras, telemóveis e outros bens valiosos são furtados sem que os proprietários saibam quem os furtam. As autoridades estão atentas e a Polícia Marítima de Lisboa tem registado inúmeras queixas nos últimos dias. Já existem jovens identificados por alguns furtos ocorridos na praia do Tarquino-Paraíso, três jovens, uma rapariga e dois rapazes, que foram apanhados pelos nadadores salvadores depois de se terem apercebido dos furtos.

Na passada terça-feira mais uma nova queixa chegou às autoridades na mesma praia. A técnica do furto passa sempre pela vigilância das vítimas, na sua maioria as que estão nas palhotas em plenas zonas concessionadas. Assim que as pessoas vão para a água, os suspeitos atuam. Entre um ou dois jovens avançam, enquanto outro grupo fica de vigilância à zona envolvente.

Para já não são conhecidos a forma de atuação nas outras praias ao longo do paredão da Costa da Caparica, e se é praticado pelo mesmo grupo.

 

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui