Atualidade

Funeral da Cabo Vânia Martins teve lugar esta sexta-feira

- publicidade -

Teve lugar esta quarta-feira o funeral da Cabo Vânia Martins, de 31 anos, que faleceu na sequência do embate de um veículo no carro-patrulha na A1.

A GNR deixou uma mensagem e fotos da última homenagem à sua militar, referindo que «a Guarda Nacional Republicana está de luto. Prestámos hoje a última homenagem à Cabo Vânia Martins.

Neste momento de sofrimento e luto, o nosso pensamento está com a sua família, amigos e com os nossos militares do Comando Territorial de Santarém, em especial os camaradas da Cabo Vânia Martins do Destacamento de Trânsito, a quem transmitimos os nossos sentidos pêsames.»

Vânia Martins era natural do distrito de Castelo Branco, da Aldeia de Moita do Santo, localidade de Proença-a-Nova e faleceu no dia 13 de Julho, embora se encontra-se em morte cerebral desde o dia 7 de Julho, data em que o acidente ocorreu quando ambos os militares se encontravam a sinalizar as obras na A1, ao km 85, entre o nó de Torres Novas e a Área de Serviço de Santarém.

O bispo das Forças Armadas e Forças de Segurança presidiu à Missa de corpo, D. Rui Valério, na igreja da Moita, Paróquia de Proença-a-Nova.

«Estamos gratos e reconhecidos à Cabo Vânia porque, pela sua fé, vivida e testemunhada, nos recordou como ser Guarda e ser pessoa é viver absorvido por aquilo que só um ser humano sente, vive e consigo transporta» referiu na homilia citada pela Agência ECCLESIA-

Na Eucaristia estiveram presentes o ministro da Administração Interna, o comandante-geral da GNR, tenente-general Rui Clero, entre outras entidades Militares, policiais e civis.

Foi também D. Rui Valério que no dia 11 de junho, presidiu às exéquias fúnebres do militar da GNR Carlos Pereira, que faleceu vítima do mesmo acidente na A1, e salientou “a essência de herói” no serviço por “Portugal e pelos portugueses”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui