Política

Funcionários despedidos e possibilidade de encerramento de instalações do CDS

- publicidade -

O CDS-PP já terá notificado distritais e concelhias para a intenção de encerrar os espaços com o objetivo de redução de custos para o partido, avança o “Jornal Económico” esta sexta-feira.

Fonte do partido disse ao semanário que a direção do CDS-PP pondera encerrar sede alugadas e avançar com o despedimento de funcionários dessas sede e até da nacional que se localiza no Caldas, em Lisboa.

Depois das últimas legislativas, o partido ficou com as comparticipações financeiras do Estado mais reduzidas, só elegeu apenas cinco deputados, deixando o partido centrista numa situação económica complicada. As dívidas podem vir a chegar “perto dos dois milhões de euros” este ano, avançou a mesma fonte.

O “Económico” apurou, que nos últimos dias terá havido rescisões de trabalhadores na sede nacional, onde se encontra a estrutura nacional e a concelhia de Lisboa, mas as rescisões não se ficam só pela nacional, o gabinete de apoio ao grupo parlamentar na Assembleia da República, também poderá atingir alguns dos funcionários que apoiam os trabalhos desenvolvidos pelos deputados centristas.

De saída do CDS-PP estão assessores, secretárias do partido e um motorista com dezenas de anos de trabalho. Alguns nomes fortes do partido dizem estar <<perante um ajuste de custos adotado à nova realidade>>. Os funcionários que fiquem a trabalhar no partido, vão ver os seus salários com cortes.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo