Atualidade

Francesa que grafitou Padrão dos Descobrimentos saiu de Portugal

- publicidade -

A mulher que grafitou o Padrão dos Descobrimentos, e que foi identificada como suspeita da prática dos factos, já saiu de Portugal, confirma a Polícia Judiciária, que assumiu a investigação e garante que estão a ser tomadas «as medidas processuais adequadas à situação».

A suspeita, que já terá praticado atos da mesma natureza noutros locais, foi identificada como sendo Leila Lakel, jovem francesa estudante na L’Ecole d’Art, ou Lia, nome artístico que assinou, depois de ter partilhado no Instagram, ainda durante a madrugada, um vídeo da sua ‘obra’ com a descrição: «Está feito. Adeus Lisboa».

A Direção Nacional da Polícia Judiciária confirma que assumiu a investigação, relativamente ao crime de dano qualificado, praticado no Padrão dos Descobrimentos.

A frase ‘Blindly sailing for monney, humanity is drowning in a scarllet sea’ (velejando cegamente por dinheiro, a Humanidade afunda-se num mar escarlate) foi removida, a cargo da Câmara Municipal de Lisboa e custou 2300 euros + IVA.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo