Parceiros
Atualidade

França, Alemanha e NATO: Zelensky dispara críticas em todas as direções

- publicidade -

O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, disse em entrevista à The Economist, que lamenta a ineficácia e a lentidão da ajuda que vem dos países ocidentais.

Zelensky referiu mesmo que a França e a Alemanha estão a deixar-se guiar pelo medo e pelos interesses económicos.

“Estão a olhar para a situação através do prisma da economia”, acusou o chefe de Estado da Ucrânia.

Zelensky deixou também críticas aos líderes europeus que se recusam a enviar tanques para a Ucrânia, nomeadamente a Emmanuel Macron.

“Eles têm medo da Rússia. É só isso”, referiu Zelensky, acusando de inércia o Presidente francês.

Macron, no entanto, tem sido um dos chefes de Estado mais envolvidos na tentativa de mediação do conflito e dos que mais esforços diplomáticos tem feito para o caminho da paz.

Zelensky criticou ainda a postura dos países da NATO face ao conflito encetado por Putin.

Para o presidente ucraniano, há os que “não se importam com uma guerra longa porque isso significaria esgotar a Rússia, mesmo que implique o fim da Ucrânia” e os que querem que a guerra acabe rapidamente porque “o mercado da Rússia é grande e as suas economias estão a sofrer”.

Por fim, Volodymyr Zelensky disse que na NATO existem ainda “os [países] que reconhecem o nazismo na Rússia” e os países que querem paz já, a qualquer custo e de qualquer forma, porque “são os escritórios da Federação Russa na Europa”.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário