Nacional

Forças Armadas empenham 108 militares na prevenção de incêndios florestais

- publicidade -
Um total de 108 militares, da Marinha e do Exército, distribuídos por 36 patrulhas, vão estar empenhados diariamente, até 30 de setembro, na vigilância das florestas e sensibilização da população, ao abrigo do Protocolo FAUNOS.
O Protocolo FAUNOS, celebrado em 2017 entre as Forças Armadas Portuguesas e o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), contempla a realização de patrulhas por militares das Forças Armadas, na vigilância das áreas mais sensíveis da floresta e na sensibilização da população para a necessidade de adotar comportamentos adequados à prevenção dos fogos, em 14 distritos de Portugal Continental, nos quais o ICNF tem responsabilidade.
É de destacar que, para a missão, o ICNF disponibilizou 36 viaturas, uma para cada patrulha.
Estes 108 militares somam-se aos 226 militares dos três Ramos das Forças armadas, que estão empenhados, desde sexta-feira e até amanhã, em apoio à Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, e à Guarda Nacional Republicana, em ações de vigilância e prevenção de incêndios florestais, nos 18 distritos de Portugal Continental.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui