Atualidade

Força Aérea usa ‘Drones’ em operações de vigilância aérea e deteção de incêndios

Drones da Força Aérea vigiaram situação de incêndios em Portugal

- publicidade -

​A Força Aérea usou, durante a tarde de quinta-feira, dois ‘drones’ em operações de vigilância aérea, a partir das bases da Lousã e de Mirandela, tendo realizado 7 horas de voo, nas zonas centro e norte de Portugal Continental.

O ‘drone’ a operar a partir da Lousã foi empenhado na monitorização de um incêndio que lavrava na zona de Abrantes.

Segundo o comunicado da FA «em operação, estes veículos aéreos não tripulados de vigilância aérea partilham as imagens recolhidas em tempo real com o Comando de Operações Conjuntas do Comando Conjunto para as Operações Militares (CCOM), do Estado-Maior-General das Forças Armadas (EMGFA), com a Guarda Nacional Republicana e com a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), permitindo, desta forma, maior celeridade na análise e resposta por parte das entidades no terreno.

O empenhamento destes meios resulta de um pedido da Guarda Nacional Republicana ao EMGFA e tem como objetivo reforçar a capacidade de vigilância aérea e deteção de fogos, no âmbito do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais em Portugal.​»

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo