CrimeSeixal

Fiscalização da GNR em Corroios detectou mais 200 infrações no transporte de mercadorias

Ação de fiscalização incidiu sobre o transporte de mercadorias

- publicidade -

O Comando Territorial de Setúbal, através do Destacamento de Trânsito (DT) de Setúbal, nos dias 10 e 11 de março, detetou mais de 200 infrações no âmbito da operação de fiscalização rodoviária direcionada para o controlo de veículos de transporte de mercadorias e suas emissões de gases poluentes em Corroios, Seixal.

No decorrer de uma ação de fiscalização rodoviária, os militares da Guarda intercetaram um veículo pesado de mercadorias a circular na via pública com indícios de manipulação e viciação do valor das emissões de óxido de azoto que o seu veículo emitia.

No decorrer da fiscalização, foi possível apurar que o veículo circulava com um dispositivo que se destinava a inibir o uso de AdBlue do veículo, aumentando desta forma as emissões prejudiciais de óxido de azoto e adulterando os dados de controlo a que o mesmo se destina a registar, bem como as quantidades de gases poluentes emitidas.

Na sequência desta ação, procedeu-se à apreensão do veículo para realização das respetivas peritagens, tendo sido identificado o proprietário do veículo.

No âmbito da Operação “ECR Veículos Pesados” foram ainda fiscalizados 159 veículos pesados de mercadorias, tendo sido elaborados 217 autos de contraordenação, destacando-se: 77 por excesso de peso; 28 infrações relacionadas com tacógrafos; 3 infrações relacionadas com o transporte de mercadorias perigosas (ADR); 3 veículos pesados de mercadorias apreendidos por não disporem de sistemas de segurança passiva e não reunirem condições para circular na via pública; 1 por falta de carta de qualificação de motorista; 1 por falta de autorização do Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT, I.P.)  para realização de transportes de mercadorias; 3 de índole fiscal; 3 de índole ambiental.

Esta ação contou com o reforço da Unidade de Ação Fiscal (UAF) e dos Núcleos de Proteção Ambiental (NPA) do Comando Territorial de Setúbal.

A Guarda Nacional Republicana recorda que o uso de AdBlue no Sistema SCR (Selective Catalytic Reduction) tem como objetivo reduzir significativamente as emissões de óxido de azoto prejudiciais ao ambiente e dessa forma cumprir com os rigorosos limites de emissões de gases estabelecidos pelas normas europeias (Euro 6) e americanas, para os veículos automóveis.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui