Justiça

Fim das comemorações do Dia Municipal do Bombeiro marcadas pela homenagem aos bombeiros do concelho

publicidade

Com início no dia 1 de maio, as comemorações do Dia Municipal do Bombeiro chegaram ao fim no passado dia 19, numa sessão solene realizada no Auditório Municipal de Pinhal Novo. Na cerimónia, encontravam-se presentes Álvaro Balseiro Amaro, do Presidente da Direção da Associação Humanitária dos Bombeiros de Pinhal Novo, José Calado, do Vice-Presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Eduardo Correia, do Presidente da Junta de Freguesia de Pinhal Novo, Manuel Lagarto, do Presidente da Assembleia Geral da Associação Humanitária dos Bombeiros de Pinhal Novo, Luís Pedralva, da Presidente da Assembleia Municipal de Palmela, Ana Teresa Vicente, do representante da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, Elísio Oliveira, do representante da Federação dos Bombeiros do Distrito de Setúbal, Américo Moreira e do Comandante do Corpo de Bombeiros de Pinhal Novo, Vasco Marto.

Para o presidente da Câmara de Palmela, “as comemorações ao longo destas quase duas décadas contribuem, inegavelmente, para alterar comportamentos e modificar o panorama da segurança do concelho”. Foi com esse mesmo objetivo, mas mais focados nas crianças que a corporação do Pinhal Novo (responsável pela organização do evento este ano) se centrou no tema “Segurança das Crianças a Nossa Responsabilidade”.

De forma a dar significado ao mote, desenvolveu-se um conjunto de atividades tais como os diversos simulacros de sismo e um exercício conjunto, dinamizados em Escolas do 1º Ciclo do Ensino Básico. Numa sessão marcada pela excelente prestação das três associações de bombeiros no concelho que “nas últimas décadas, por opção própria e sentido de responsabilidade, num trabalho de proximidade e parceria têm ido muito além das suas atribuições e competências “foram reconhecidos por todo o seu empenho, esforço e dedicação através da Medalha Municipal de Comportamento Exemplar (Graus Cobre, Prata e Ouro – 15, 20 e 25 anos) a 6 bombeiros e a Medalha de Quadro de Honra da Liga dos Bombeiros Portugueses ao subchefe António Lúcio Barradas.

Entre outros aspetos, foi ainda relembrada a constituição da Academia da Proteção Civil de Palmela que segundo Álvaro Amaro “assume um papel fulcral no desenvolvimento de trabalho nesta área”

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui