Parceiros
AgendaSetúbal

Festival Internacional de Ópera está de regresso a Setúbal

Luísa Todi CantoFest volta as Ruas de Setúbal com quatro concertos de Ópera, no Fórum Municipal Luísa Todi, na Igreja do Convento de Jesus e no Largo da Ribeira Velha

Na passada segunda-Feira, 18 de Julho, realizou-se no edifício Paços do Concelho em Setúbal, a conferência de imprensa que tinha como objetivo a apresentação da próxima edição do Luída Todi CantoFest – Festival Internacional de Ópera de Setúbal.

A conferência iniciou com três momentos musicais, o primeiro da autoria de Alyona Guz, cantora ucraniana, o segundo da autoria de Andrei Danilov, solista da Deutsche Oper Berlin, e o terceiro momento foi protagonizado pela cantora Yuina Honda, do Japão. 


Está será a quarta edição do Festival Internacional de Ópera de Setúbal, agora com o nome de Luísa Todi CantoFest, em homenagem à setubalense que é considerada mais famosa cantora lírica portuguesa de todos os tempos.  

Durante está edição do De Luísa Todi CantoFest, serão realizados quatro concertos. O primeiro será no dia 20 de julho no Fórum Municipal Luísa Todi, às 21h00; no dia 22 de julho, na Igreja do Convento de Jesus, às 21h00, e no dia 23 de julho na Igreja do Convento de Jesus, às 11h30, e no Largo da Ribeira Velha, às 21h00.

A ideia da realização deste Festival Internacional de Ópera em Setúbal, surgiu por parte de Olga Makarina, fundadora da Grand Stage Internacional Arts Foundation, e tem contado com a parceria e organização da Câmara Municipal de Setúbal.

“É um festival que traz cantores de todo o mundo, previamente selecionados, para virem durante um período de tempo ter aulas de técnica, reportório, e de cena, com professores, e depois fazem espetáculos na cidade de setúbal, durante este tempo de percurso” Afirma o Professor e cantor Lírico, Marco Santos.

Este ano, a edição contará com a participação de Cantores de Portugal, Servia, Estados Unidos, Japão, Roménia, Rússia e Ucrânia.

A vereadora da Câmara Municipal de setúbal, que marcou presença na conferência afirmou que “Este é um festival que traz a cultura para o espaço publico” sendo isto também “uma das formas da cidade fazer cultura, ser mais inclusiva, ser mais integrada, porque é a cidade a servir a cultura, e a cultura a servir a cidade.”, disse.

O conjunto de professores deste ano é composto por, Olga Makarina, Vlad Iftinca, também da The Metropolitan Opera, Ugo Mathieux, da Ópera de Paris, Adi Bar Soria, maestro e pianista israelita vencedor de vários prémios internacionais que o levaram a atuar em salas como Gewandhaus Leipzig, Berlin Philharmonie e o Alte Oper Frankfurt, e Liliana Bizineche e Marcos Santos, ambos da Universidade de Évora.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.