DestaqueSeixal

Festa do Avante!: “Estamos preparados para tudo”

publicidade

A Direção da Festa do Avante! realizou hoje a apresentação da edição de 2020 na Quinta da Atalaia, onde esteve presente o Diário do Distrito e este ano, ao contrário dos anteriores os artistas confirmados não estiveram presentes na conferência de imprensa de apresentação, como tem sido habitual.

Alexandre Araújo, do Comité Central do PCP, começou por sublinhar a “preparação da festa e a grande afirmação e estímulo à atividade, cultura, desporto e política que este evento representa”. A edição deste ano terá “mais espaço para o visitante, áreas de esplanada maiores, e um cuidado especial na limpeza e higienização, com vários pontos de álcool gel espalhados pelo recinto“.

A Direção da Festa do Avante! levou os jornalistas a conhecer o espaço.

Madalena Santos, responsável pela programação cultural do evento, revelou que “com os problemas causados pela pandemia, a primeira opção foi dar total prioridade à participação de músicos portugueses na festa”, acrescentando que “haverá também uma zona com um espetáculo especial para as crianças”.

Vamos ter em consideração todas as regras de higiene e segurança, com os protocolos que respeitam as orientações da DGS e dos profissionais do setor“, afirmou Alexandre Araújo.

O responsável admite que “foi importante ter dado o primeiro passo de demonstrar a nossa vontade de realizar a festa, quando a pandemia começou. Entregamos um documento à DGS com a previsão do funcionamento da festa e trabalhamos com a autoridade de saúde”.

O evento realiza-se nos dias 4, 5 e 6 de setembro.

Os responsáveis não quiseram esclarecer quantas EP – Entradas Permanentes foram vendidas até agora, e esclareceu que “não haverá limitações à presença na Festa em termos de números. Haverá sim lugares marcados e um número limitado de pessoas nos espetáculos”.

No entanto, Alexandre Araújo revelou que todos os anos a Festa do Avante! recebe “aproximadamente 100 mil visitantes. Estamos preparados para tudo e há que aprender a viver com a situação que temos, tomando as medidas que forem mais adequadas”.

Em resposta à pergunta sobre as dificuldades de fazer o evento no meio da pandemia, Madalena Santos frisou que “todas as edições são difíceis de realizar“, sublinhando a força do PCP. “A festa está no nosso ADN“, disse.

Conheça o Mapa da Festa:

Ler mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui