AlmadaAtualidade

«Felizmente os projetos da Caparica e de Espinho são fictícios»

publicidade

Esta é a explicação para o cartaz que foi colocado na cidade da Costa da Caparica que nos últimos dias tem causado alguma polémica nas redes sociais.

Tudo parte da campanha «Novas Paisagens», idealizada pelo projeto “Rios Livres” do GEOTA – Grupo de Estudos de Ordenamento do Território e Ambiente, com a intenção de alertar para um assunto tão importante, mas ainda pouco falado, no nosso país: os impactes das barragens.

O cartaz definia uma nova marina na Costa da Caparica e em Espinho, com a GEOTA a explicar que «o que muita gente não sabe é que as barragens dificultam, ou até mesmo impedem, o transporte de areia para as praias, fazendo com que o efeito possa ser sentido a centenas de quilómetros. Sim, uma barragem no interior do país pode ser responsável pelo desaparecimento da sua praia.

E sem as areias que deviam estar a alimentar as nossas praias, estamos ainda mais desprotegidos face à subida do nível do mar causado pelas alterações climáticas.»

Em altura de quase pré-campanha eleitoral para as eleições autárquicas de 2021, o cartaz causou discussão, e levou mesmo a Junta de Freguesia da Costa da Caparica a emitir um comunicado afirmando que  não tinha conhecimento de qualquer projecto sobre marinas, conforme o Diário do Distrito noticiou.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui