Santiago do Cacém

Feira Anual da Aldeia de Santo André vai decorrer com alterações

- publicidade -

A tradicional Feira Anual na Aldeia de Santo André, Santiago do Cacém, vai realizar-se a partir desta segunda-feira, 30 de Novembro e no dia 1 de Dezembro, mas com várias alterações, que incluem segurança reforçada e a inexistência de diversões para crianças, espetáculos e exposições.

A própria duração da feira foi encurtada para apenas um dia e meio, com a abertura do recinto a ocorrer às 14h00 de dia 30 de novembro (encerramento às 20h00). No dia 1 de dezembro, a feira estará aberta entre as 10h00 e as 20h00.

No site da Junta de Freguesia de Santo André, o presidente David Gorgulho, explica que «no fundo, vai ser à imagem do Mercado Mensal, que já realizámos por seis ocasiões nesta fase, entre junho e novembro, que tem sido um sucesso e com zero casos de contágio daí decorrentes para a nossa comunidade».

As alterações são significativas na organização do espaço e há várias novidades nesse sentido. «Eliminámos uma rua em relação à disposição habitual, com uma consequente redução do número total de feirantes, e vamos ter separadores ao longo de toda a feira, para que as pessoas circulem com o maior afastamento possível.

Ou seja, neste capítulo vamos ainda mais longe em termos de segurança do que no Mercado Mensal. Há várias possibilidades de mudanças de direção ao longo do recinto, haverá dispensadores de álcool-gel espalhados e há feirantes que terão de mudar a sua localização habitual, em virtude de toda esta reorganização, que já foi apresentada ao Delegado de Saúde local e que mereceu a sua aprovação”, destaca o presidente da Junta.

Além de todo o trabalho de reorganização e remarcação do terrado, os serviços da Junta vão ainda fazer uma intervenção de melhoria nas casas de banho que dão apoio à feira, para maior conforto e segurança de todos.

A nota da Junta de Freguesia indica ainda que «a Feira poderá, a qualquer momento, ser cancelada, em virtude da evolução da pandemia e das consequentes indicações por parte da DGS e do Governo».

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui