DestaqueDistrito de Lisboa
Em Destaque

Fascistas… Rua!!! Palavras de ordem contra deputados do Chega em manifestação

Os três deputados do Chega tiveram que sair da manifestação sob escolta policial este sábado. Empurrões e água pelo ar e palavras de ordem contra os deputados.

Fascistas… Rua!!! Saiam!!! Foram algumas das palavras de ordem dos manifestantes deste sábado quando realizavam uma manifestação pelo direito à habitação.

Com a chegada dos deputados do Chega, Rui Paulo Sousa, Filipe Melo e Jorge Galvelas, as palavras começaram a ecoar e empurrões e água pelo ar também.

Os ânimos exaltados continuaram e os deputados tiveram que sair sob escolta policial, ouviam-se outras palavras como “racistas”.

Os deputados do Chega, em declarações aos média presentes, afirmaram que a manifestação de Lisboa teve cariz de uma extrema-esquerda. Já Mariana Mortágua do Bloco de Esquerda considera “natural” a reação das pessoas, já Paulo Raimundo, secretário-geral do PCP, admitiu que “vieram com um propósito”.

Os responsáveis dos partidos, foi mesmo a esquerda que esteve presente nesta manifestação e o que importa é lutar pela fixação do aumento das rendas em 0,43%.

Paulo Raimundo, do PCP, voltou a apontar armar para a banca, porque para o secretário-geral dos comunistas, é importante colocar a carga na banca e não nos portugueses.


ÚLTIMA HORA! O seu Diário do Distrito acabou de chegar com um canal no whatsapp
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

comentário

  1. Democracia e Liberdade…
    Palavras vãs na boca de quem não as entende e não pratica.

    Por estas atitudes se vê quem defende a opressão, a ditadura e a censura.

    A violência é a linguagem da ignorância e da falta de argumentos.

    Seria importante também perguntar a essa cambada de vândalos se vão pagar os estragos na loja que destruíram na rua…

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *