Parceiros
País

Familiares das vítimas mortais do helicóptero do INEM ainda esperam indemnização

O Sindicato Independente dos Médicos alerta hoje em comunicado que os familiares das vítimas mortais do helicóptero do INEM ainda esperam as indemnização por parte do Estado.

O acidente ocorreu a 15 de Dezembro de 2018, em Valongo, distrito do Porto e causou quatro vitimas mortais, quando o helicóptero regressava à base, em Macedo de Cavaleiros (Bragança), após ter realizado uma missão de emergência médica de transporte de uma doente grave, de 76 anos, com problemas cardíacos, para o Hospital de Santo António, no Porto.

Segundo o sindicato, «nos dias seguintes à tragédia com o helicóptero do INEM o SIM apelou publicamente ao Governo que determinasse a constituição de uma comissão arbitral ad hoc para a rápida atribuição de indemnizações aos familiares das quatro vítimas mortais do acidente.

Lamentavelmente a referida comissão não foi constituída, estando o processo de processo de indemnização aos familiares das vítimas ainda a decorrer. O SIM reitera por isso a defesa da constituição de uma comissão arbitral, de forma idêntica ao verificado noutras tragédias nos últimos anos, que possa assim poupar as famílias ao sofrimento dos processos burocráticos.»

A investigação do Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e Acidentes Ferroviários (GPIAAF) confirmou a 20 de Dezembro de 2018, que a queda do helicóptero aconteceu devido ao choque da aeronave contra uma torre de transmissão rádio, na serra da Santa Justa.
Dados como desaparecidos durante horas, os ocupantes da aeronave viriam a ser encontrados já sem vida: o médico Luís Vega, a enfermeira Daniela Silva, o piloto João Lima e o copiloto Luís Rosindo, um jovem de Palmela, cujas exéquias foram presididadas pelo Bispo de Setúbal, D. José Ornelas, na igreja de São Pedro em Palmela.



Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.