AtualidadeDestaque

Falta de receitas deixa toureiros à beira da rutura

publicidade

Com início marcado para o mês de março, este ano a temporadas das corridas de touros foi interrompida pelo estado de emergência e agora pelo estado de calamidade.

O cancelamento das corridas já fez com que hoje alguns cavaleiros tauromáquicos e figuras do toureio se manifestassem à porta do Campo Pequeno.

O Diário do Distrito falou com o ganadeiro João P. que nos confessou que o setor está a atravessar um período critico e que a sua ganadaria já soma mais de 600 mil euros de prejuízos.

“Não se consegue vender nenhum curro de toiros, os animais estão no campo, mas não existe nada para comer e temos que gastar mais dinheiro em rações que aumentaram devido à crise que está instalada”, confessa que “a continuar assim, terei que extinguir a minha ganadaria e vender o gado ao desbarato, mas a quem?”, ficando a questão sem resposta.

Já os toureiros fazem contas à vida e já esperam um ano catastrófico para este setor.

 

Ler mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui