Parceiros
Crime

Falsificavam documentos e vendiam casas dos proprietários

As vítimas ficaram sem casas e estão a ser notificadas por créditos não contraídos.

- publicidade -

A Polícia Judiciária deteve quatro pessoas que estão indiciadas de vinte crimes de falsificação ou contrafação de documentos, dez crimes de burla qualificada e dois de falsidade informática. Em comunicado a PJ avança que a investigação iniciou-se o ano passado, depois de uma vítima ter apresentado queixa devido a receber notificações de agências de crédito que teria prestações a decorrer.

Depois da queixa apresentada, a PJ iniciou um conjunto de diligências e verificou que não era caso único, pois haviam outros casos idênticos. A forma de agir do grupo, dois homens e duas mulheres [com idades compreendidas entre os 44 e 51 anos], era requererem créditos junto das Instituições de Crédito ou de Sociedades Financeiras, com o usos de identidades falsas. Eram ainda fabricados comprovativos de morada e de rendimentos falsos e através de encomenda na darknet, os documentos de identidade estrangeiros com dados biográficos das vítimas eram comprados.

O grupo tinha o cuidado de indicar moradas que facilmente eram controladas pelos sujeitos. Em alguns casos, avança a Pj, que os indivíduos venderam ainda imóveis destinados à habitação, e que sabiam estar livres de ónus ou encargos, de pessoas por quem se fizeram passar nas escrituras de compra e venda, sempre com documentos falsos ou procurações.

O prejuízo causado às vítimas é de 350 mil euros, entre contratos de cartão de crédito, créditos e até com a venda de imóveis. A PJ esta semana avançou com buscas domiciliárias e apreendeu dinheiro, documentos falsos, equipamentos informáticos e outros objetos utilizados na prática dos crimes.

Os detidos foram presentes a juiz que decretou prisão preventiva para dois deles, e para os restantes a medida de coação de apresentações periódicas e proibição de contactos aos restantes dois.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário