Seixal

Faleceu Salimo Safame Mendes, rosto dos moradores do Bairro da ‘Jamaika’

- publicidade -

Faleceu Salimo Safame Mendes, presidente da Associação de Desenvolvimento Social de Vale de Chícharos, vulgo ‘Bairro da Jamaika’, Amora.

Salimo Mendes, faleceu aos 53 anos, e foi um dos rostos que, durante anos, tentou obter condições mais dignas para os moradores de um bairro degradado, no concelho do Seixal, através de negociações com a Câmara Municipal do Seixal e também com o Governo, em Comissões Parlamentares.

Foi também Salimo Mendes quem defendeu o isolamento dos moradores quando foi detectado um surto de covid19 no local, devido à aglomeração de pessoas externas ao bairro nos cafés.

Natural da Guiné, onde foi professor de língua portuguesa, vivia em Portugal desde os seus 25 anos, onde trabalhou na construção civil e residiu sempre no Bairro da Jamaika, com a esperança de que um dia o seu lote 15 fosse demolido e pudesse morar numa casa.

Nos seus tempos livres, cultivava numa pequena horta melancia, piri-piri, pimentão, bróculos, beringela, giló e djagatú, enquanto sonhava com uma casa e em voltar a dar aulas.

O Bairro da ‘Jamaika’ como é conhecido pelos moradores, é um complexo de prédios inacabados que viria a ser ocupado no início da década de 1990 por famílias de imigrantes, na sua maioria africanos das ex-colónias, que chegavam ali se instalavam, obtendo água e electricidade através de puxadas, e criando uma rede de esgotos improvisada.

Em 2019 iniciou-se o processo de realojamento e demolição dos prédios, mas o mesmo foi interrompido porque a Câmara Municipal do Seixal alega não conseguir adquirir novas casas com os valores que o Governo disponibiliza.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo