MoitaReportagem

‘Foi um privilégio trabalhar com homens e mulheres desta equipa’

- publicidade -

A última reunião camarária com o actual executivo CDU na Câmara Municipal da Moita teve lugar esta tarde e foi marcada por várias despedidas, num executivo de nove vereadores, em que seis deixam o executivo.

A reunião teve a votação apenas duas propostas na Ordem do Dia ligadas com uso de bancas no Mercado Municipal de Sarilhos Pequenos e no Mercado Municipal da Baixa da Banheira e uma curta duração que não chegou a completar uma hora.

Os agradecimentos aos trabalhadores e aos munícipes por parte dos que cessaram as funções, assim como o respeito mútuo entre os eleitos, marcaram os discursos de despedida, que se iniciaram com o vereador Joaquim Raminhos (BE).

“Este é um momento especial, a última sessão de câmara deste mandato e a minha última como vereador. Completei quatro mandatos que me enriqueceram como pessoa e que me permitiram contribuir para resolver alguns problemas da população.

Ao longo destes dezasseis anos defendi sempre uma conduta democrática nos órgãos de poder local e apelando sempre a maior participação dos munícipes.”

Realçou ainda “o sentido de respeito que sempre foi mantido nas relações dos vários vereadores que por aqui passaram” e garantiu que “esta saída do cargo de vereador não significa uma despedida ou uma desistência de nada.  Os munícipes do concelho da Moita podem continuar a contar comigo e com o BE para resolução dos problemas existentes.”

Luís Chula (PS), vereador do pelouro da Proteção Civil fez um balanço positivo relativamente à pandemia de covid19 no concelho, “cuja diminuição no número de casos está a evoluir favoravelmente”.

Também Luís Chula se despediu da Câmara Municipal, após quatro mandatos no executivo “naquele que é o meu último acto político durante os próximos tempos”, e recordou o trabalho realizado a meio tempo na vereação da Proteção Civil “obrigando-me a uma gestão complexa em tempo de pandemia, e num pelouro que nesta Câmara Municipal sempre foi um parente pobre. Não foi fácil e obrigou-me a muito tacto e diplomacia.”

Com a “sensação do dever cumprido”, o vereador socialista deixou vários agradecimentos aos munícipes, entidades, equipa de apoio, e à vereação “pela forma como fui tratado e no respeito pelas relações humanas e institucionais” e aos trabalhadores do município “pela forma como me acolheram e por toda a colaboração prestada”.

Outra despedida foi a do vereador Luís Nascimento (PSD/CDS/MPT). “Foi um prazer trabalhar com todos vós, independentemente das ideias políticas, tentei construir pontes e não cavar abismos entre todos.”

Também o vereador deixou um agradecimento especial para os funcionários da Câmara Municipal “em especial a divisão de Desenvolvimento Económico” e para os munícipes “e espero que o novo executivo prossiga no caminho do desenvolvimento da Moita, para que deixe de ser um concelho dormitório”.

A vereadora sem pelouro Filomena Ventura (PS), também se despediu com uma referência aos projectos que gostaria de ter visto implementados, e deixou um agradecimento “pelos momentos de informalidade com todos os camaradas desta vereação em que conseguimos respeitar o ser humano independemente das opções partidárias, e pela urbanidade com que sempre discutimos as várias opções para o concelho”.

A vereadora deixou ainda “o reconhecimento para todos os que, em tempo de confinamento, trabalharam para garantir o funcionamento da instituição”.

- publicidade -

Outra despedida foi a do vereador Pedro Aniceto “uma vez que não irei voltar mesmo em substituição de outros eleitos, como tenho feito neste mandato”, e deixou agradecimentos aos funcionários e “ao vereador Luís Chula que teve um desafio com o combate à pandemia neste mandato”.

O vereador colocou “quatro questões simples, saber qual os status do voucher do wifi ‘Foryou.pt’, que continua em análise ou estudo; a mesma pergunta para os tais quiosques digitais; e informação sobre duas obras iniciadas a bom ritmo e que de repente vejo paradas: a obra do estacionamento no Gaio e no parque de merendas de Sarilhos Pequenos”.

Sobre estas questões o ainda presidente Rui Garcia afirmou que “serão respondidas pelo próximo executivo, já não são comigo”.

Rui Garcia: «deixamos um concelho para a futura Câmara inaugurar obras durante metade do mandato»

A última despedida da reunião coube a Rui Garcia, após oito anos de mandato como presidente da Câmara Municipal da Moita.

“O sentimento que tenho é de orgulho pelo que fizemos e por ter podido ser parte da construção do progresso do nosso concelho. É uma honra enorme ter estes mais de vinte anos de história deste executivo, iniciados como vereador, vice-presidente e presidente.

Ao longo destes anos houve muitos sucessos, alguns insucessos, mas sempre a convicção de trabalhar para melhorar a vida da nossa população.

Foi uma grande honra ter integrado os colectivos da CDU, porque a ribalta nunca foi do individual, mas do espírito do colectivo e tudo o que foi alcançado não o teria sido sem essa força de trabalho e união.”

Rui Garcia destacou ainda “o privilégio de trabalhar com homens e mulheres desta equipa e colectivo que todos os dias presta o serviço público à nossa população. Foi também uma aprendizagem do que é ser trabalhador numa autarquia.

Chegados ao fim deste tempo, é este sentimento que aqui quero deixar. Todos os percursos nas autarquias têm o seu termo a determinado momento, e o que é importante e o que me deixa orgulhoso é que posso olhar para qualquer lado de cabeça levantada porque o nosso trabalho foi de valores e princípios, com honestidade, seriedade e não há resultado eleitoral que mude isso.

Por isso é com muito orgulho que deixamos um concelho para a futura Câmara durante metade do mandato inaugurar as obras que a CDU deixou preparadas.

E com enorme orgulho que sabemos ter deixado condições para continuar a construir um futuro melhor, e em qualquer circunstância, os eleitos da CDU vão continuar a trabalhar para o futuro desta terra.”

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo