Parceiros
AtualidadeEconomia

CESP avalia adesão dos trabalhadores das empresas de distribuição à greve

- publicidade -

O CESP – Sindicato dos Trabalhadores do Comércio, Escritórios e Serviços de Portugal fez um balanço das greves efectuadas nas lojas da cadeia Minipreço e Lidl, nas quais os trabalhadores exigem o aumento dos salários e a revisão do Contrato Colectivo de Trabalho.

«A forte adesão à greve encerrou várias lojas da cadeia Dia Minipreço» refere o comunicado.

O CESP acusa ainda que «no Lidl, algumas lojas não encerraram porque a empresa chamou, ilegalmente, trabalhadores de férias ou de folga para substituir os trabalhadores em greve como aconteceu na loja de Portimão (onde apenas 1 trabalhador não aderiu à greve).

E nas outras empresas, o funcionamento está reduzido, com balcões e caixas encerradas, e poucos trabalhadores na reposição de produtos.»

Segundo o CESP «no final de 2021, a Associação patronal e os patrões continuam sem apresentar uma proposta de aumentos salariais para os trabalhadores do sector, apesar da tabela salarial não ter revisão desde 2016 e desde 2020 que a tabela salarial está praticamente absorvida pelo valor do SMN.

Um sector que acumula diariamente milhões de vendas e de lucros, gerador das maiores fortunas do país, vive diariamente com milhares de trabalhadores com salários abaixo de 700 euros.»

O CESP indica ainda que «nos piquetes de greve realizados por todo o país os trabalhadores assumiram a disponibilidade para continuar a luta caso as empresas não avancem com propostas de valorização dos salários e das carreiras profissionais e não abdiquem da sua proposta de imposição de regime de banco de horas e de redução do valor do trabalho suplementar.»


SONDAGEM: Qual o seu sentido de voto nas próximas eleições legislativas a realizar no dia 30 de janeiro.
Carregue neste link para votar e partilhe
https://t.me/diariodistrito/1253

Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.