DestaqueDistrito SetúbalJustiçaSeixal

Ex-casal de Corroios detido por abusar sexualmente de filha e enteada

Menina denunciou os abusos aos irmãos. Português e brasileira ficaram em prisão preventiva

publicidade

Um homem e uma mulher foram detidos pela Polícia Judiciária de Setúbal depois de os inspetores recolherem fortes indícios da prática dos crimes de abusos sexuais contra uma menina atualmente com 13 anos.

A criança, apenas filha da mulher, foi vítima de vários episódios de cariz sexual. Segundo apurou o Diário do Distrito, a menina começou a ser violentada aos 11 anos durante o verão de 2018. Abusos que se prolongaram até maio deste ano.

Os indícios recolhidos pelos investigadores revelam que a mãe da menor, de 50 anos e de nacionalidade brasileira, consentia os atos praticados pelo companheiro, mas também o incentivava, presenciando os crimes. Entre os abusos sexuais estão carícias e sexo oral, que o padrasto, português de 60 anos, obrigava a enteada menor de idade a praticar.

Em maio deste ano a criança contou o que se estava a passar aos irmãos, já de idade adulta. Revelação que motivou várias altercações familiares e terá sido nessa altura que o casal se separou.

No entanto, o caso macabro apenas chegou ao conhecimento da PJ de Setúbal em setembro, quatro meses depois de a menina denunciar os abusos aos irmãos. Altura em que foram encetadas várias diligências para apurar a veracidade da denúncia anónima. Recolhidas as provas, o português e a brasileira foram detidos.

Sabe o Diário do Distrito que o agora ex-casal vivia em Corroios, no concelho do Seixal, onde a criança passava algumas temporadas.

Presentes a 1.º interrogatório judicial esta quinta-feira, o Juiz de Instrução Criminal decidiu decretar a medida de coação mais gravosa, a prisão preventiva, devido ao perigo de continuação da atividade criminosa e o perigo de fuga.

Dada a gravidade dos factos, a prisão preventiva da progenitora e o facto de o pai da criança viver no Brasil, a menina deverá ficar sob a guarda dos irmãos. A decisão será tomada pelo Tribunal de Família e Menores do Seixal.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui