Política

Eurodeputado espanhol acusa António Costa e Governo Português de mentirem

- publicidade -

Esteban González Pons, eurodeputado espanhol pelo Partido Popular (PP) acusou, quarta-feira, o primeiro-ministro António Costa e o Governo Português de mentirem no caso do procurador europeu José Guerra. 

O eurodeputado disse que “tem de haver consequências” para a atitude do governo português na nomeação do Procurador José Guerra para o Ministério Público Europeu (EPPO).

O EPPO é a nova agência da União Europeia encarregue de combater crimes contra o orçamento, a qual para o eurodeputado deve ser o mais transparente possível, acreditando que este erro mancha a reputação do organismo criando “uma sombra de suspeita”.

“Os factos são irrefutáveis. O governo português mentiu ao Conselho sobre a qualificação de um dos candidatos à EPPO. E o resultado dessa mentira nasceu uma decisão que nunca deveria ter ocorrido ”, afirmou González Pons ao Parlamento Europeu em discurso em Bruxelas.

“Sinceramente não sei o que é pior: se a desculpa do erro burocrático, ou a teoria da conspiração anti-portuguesa que o Primeiro-Ministro Costa subscreveu”.

E continuou pedindo a Costa que peça desculpa: “Apelo também ao governo português para que assuma a sua responsabilidade, perante os portugueses e perante os europeus. Mentiras têm que ter consequências. A corrupção do Estado de direito não pode ficar impune ”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui