Parceiros
JustiçaLisboa

Estudante de 20 anos chantageou menor de 11 após receber fotos de nudez

O Ministério Público deduziu acusação contra um arguido pela prática de um crime de abuso sexual de crianças agravado, um crime de coação agravada, na forma tentada, e 220 crimes de pornografia de menores agravados.

De acordo com a acusação a que o Diário do Distrito teve acesso, em 2015 o arguido, um estudante, com 21 anos à data, fez-se passar por uma jovem do sexo feminino e iniciou conversações com a ofendida, na altura com 11 anos, no âmbito de um grupo de uma rede social.


Durante as conversas mantidas, o arguido enviou à menor várias imagens de raparigas nuas e pediu-lhe fotografias, tendo esta enviado três fotos, sem roupa, em frente ao espelho.

Posteriormente e para tentar constranger a vítima a enviar-lhe uma fotografia, sem roupa, com uma amiga, o arguido ameaçou-a de que, caso esta não acedesse ao pedido, iria expor as fotos na internet que esta já lhe havia remetido.

Ainda segundo a acusação, nos equipamentos eletrónicos apreendidos ao arguido foi possível localizar 190 ficheiros de imagem e 30 de vídeo contendo menores despidas e a praticarem atos sexuais.

O inquérito foi dirigido pelo DIAP de Lisboa – 2ª Secção, com a coadjuvação da Polícia Judiciária.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.