Atualidade

Estrela de Belém vai aparecer nos céus dia 21 de dezembro

- publicidade -

Este ano de 2020 é mesmo um ano de fenómenos, e teremos oportunidade de assistir a algo pela primeira vez desde há quase 800 anos, porque a última vez ocorreu em 1226.

No próximo dia 21 de dezembro, caso o céu esteja limpo, vai ser possível observar no céu uma estrela ainda mais brilhante do que as outras, embora não seja uma

No entanto, não se trata de uma estrela, mas sim de um fenómeno raro onde os planetas Júpiter e Saturno vão estar tão perto um do outro que poderão parecer sobrepostos, criando uma espécie de “planeta duplo” que não era visível desde a Idade Média.

Este alinhamento é conhecido como ‘conjunção’, mas ​​​é chamado de ‘grande conjunção’ quando envolve precisamente Júpiter e Saturno, os dois maiores planetas do sistema solar e pelo seu brilho ficou também conhecido como Estrela da Natividade ou Estrela de Belém.

Em 1614, o astrónomo alemão Johannes Kepler sugeriu que pode ter sido uma conjunção de Júpiter e Saturno a motivar as referências bíblicas à ‘Estrela de Belém’, na história da natividade.

Outras correntes, no entanto, sugerem os Três Reis Magos poderiam ter seguido uma conjunção tripla de Júpiter, Saturno e Vénus ou mesmo um cometa para visitar o menino Jesus.

A 21 de dezembro, os dois planetas estarão separados por 0,1 graus no campo visual, mas na verdade vão estar distantes cerca de 724 milhões de quilómetros no espaço, e será possível ser vista a olho nu.

E será para aproveitar porque uma conjunção deste género só voltará a repetir-se em 2080.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo