Parceiros
AtualidadeDestaqueMobilidadeSetúbal

Estacionamento abusivo continua na EN 379-1 – Setúbal

Ontem um automobilista dava conta de vários carros mal-estacionados na estrada de acesso à Praia da Albarquel, em Setúbal.

Hoje foi a vez de outro automobilista despertar a atenção de todos nas redes sociais sobre o problema do estacionamento nas pequenas ou inexistentes bermas da EN379-1, via que liga a Praia da Figueirinha ao Creiro.

Ruben R. começa por dizer que “(…) cumpri à risca todas as imposições da GNR, ou seja, o automóvel não pode passar pelo troço Figueirinha/Creiro, nem pode estar estacionado na via pública. Assim fiz, só consegui estacionar a 1,5km de Galapos”, diz o mesmo que fez todo o percurso a pé com crianças, mas ficou espantando com o que viu, “(…)qual não é o meu espanto quando ao sair de Galapos, pelas 16h30, me deparo com mais de 30 viaturas estacionadas comodamente dentro do troço proibido, tirando 4 ou 5 funcionários, o restante como passou?”, deixa a questão.

Diz no mesmo poste que as autoridades que controlam o trânsito não o estão a fazer corretamente ou então ‘existem muitos espertos’, no final apelida toda aquela situação de uma “palhaçada”, porque existem regras que não são cumpridas, mas não é para todos.

O ano passado, a Câmara Municipal de Setúbal, foi obrigada a colocar cancelas para controlar mais o trânsito e o estacionamento que chegou mesmo a ser uma grande dor de cabeça para quem circula naquela estrada nacional. Havendo casos de uma ambulância querer chegar a uma ocorrência numa das praias e ficar presa no trânsito que se fazia para ambos os lados – trânsito esse que é proibido fazer no sentido Creiro-Figueirinha. Este ano o caos parece estar instalado novamente naquela zona.

[themoneytizer id=”61056-28″]

 



Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.