CulturaInternacional

Esta é a primeira fotografia de um buraco negro

publicidade

É a primeira fotografia de um buraco negro na História da Humanidade.

O buraco situa-se no centro da galáxia Messier 87, a 55 milhões de anos-luz da Terra.

O anúncio foi feito às 14h07 em Portugal Continental e em simultâneo a partir de seis cidades: Bruxelas, Washington, Xangai, Santiago do Chile, Taipé e Tóquio.

Segundo a teoria da Relatividade Geral de Albert Einstein, o que se esperava ver era uma sombra escura rodeada de um círculo de luz a ser absorvida pelo buraco.

Nunca se tinha tido uma observação tão direta de um buraco negro, o que foi possível agora e confirmando-se a teoria de Einstein.

O cientista afirmava que existem zonas no universo que distorcem o tempo e o espaço e são de tal maneira densas que nem a luz consegue escapar. A fotografia revelada hoje confirma exatamente isso.

A fotografia histórica foi possível graças a oito telescópios espalhados pelo mundo que formavam o ‘Event Horizon Telescope’.

Os buracos negros são, teoricamente, uma região extremamente densa onde não é certo que as leis da natureza, e mesmo o tempo e o espaço, funcionem tal como os conhecemos.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui