AtualidadecoronavírusInternacionalSociedade

Espanha: Escolas e igrejas apertam medidas face à propagação de Covid-19

Espanha regista aumentos diários de casos.

publicidade

A Espanha tem nesta sexta-feira, 21 de agosto, 1.126 surtos ativos e registou 3.349 novos casos só nas últimas 24 horas. Várias comunidades já anunciaram o endurecimento de medidas para o início do ano letivo.

Quando faltam pouco mais de duas semanas para o início das aulas –previsto para 14 de setembro – as famílias manifestam medo que a falta de medidas de segurança provoque uma nova interrupção de aulas presenciais.

De acordo com a RTP, os sindicatos já anunciaram greves de professores em Madrid e ameaçam fazer o mesmo noutras comunidades perante o que consideram uma deficiente organização para o reinício das aulas em boa parte do território.

A Catalunha vai unir-se à Galiza para determinar o uso mais rigoroso de máscara. Madrid e Múrcia prevêem que o ensino não seja totalmente presencial.

Múrcia foi mesmo a primeira comunidade a anunciar que nem os alunos do Ensino Infantil e Primária têm garantido o ensino totalmente presencial.

Em Madrid, estima-se que a necessidade de garantir a distância social nos centros escolares implica a contratação de até 8.500 efetivos, para poder desdobrar as aulas.

Igrejas de novo em alerta

Esta manhã, a província de Leão e Castela publicou um grupo de medidas de prevenção para lidar com a pandemia. Quanto às celebrações religiosas, limitou a capacidade para 50%. Além disso, especificou que o número máximo de assistentes para um funeral passa de 75 para 50 pessoas e nos casamentos é estabelecido um número máximo de 150 pessoas se for ao ar livre e 100 se a cerimónia for em espaço fechado.

Esta manhã, o bispo de Ávila estabeleceu o limite máximo de ocupação dos templos da diocese para metade da sua capacidade.

O governo autónomo explica que as novas medidas têm vista “o aumento considerável dos surtos e infeções ocorridos no mês de agosto e para prevenir ao máximo a disseminação descontrolada da COVID -19”.

O documento tem um total de 37 páginas e inclui ainda as medidas de higiene já implantadas no culto religioso: uso de máscara, desinfecção, distância de segurança ou limitação da duração das celebrações e a ausência de água benta.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui