AtualidadeDestaqueNacionalSociedade

EPIS entrega computadores a alunos desfavorecidos em duas semanas

- publicidade -

Há 139 jovens prioritários, em 832 alunos identificados pela EPIS – Empresários Pela Inclusão Social, com necessidade de receber um primeiro computador e acesso à internet para que possam participar nas aulas síncronas durante o 2.º período.

Os alunos são acompanhados em proximidade pela Associação, que continua a angariar donativos para que cada jovem identificado possa beneficiar de um computador pronto-a-usar.

Até ao momento a EPIS já conseguiu angariar mais 30 equipamentos e consegue entregá-los, em média, no espaço de duas semanas, num esforço conjunto em parceria com a Digiplanet.

A EPIS lançou a campanha em abril passado e, até ao final de 2020, a Associação conseguiu atribuir 452 computadores e 94 acessos de internet a alunos EPIS de todo o país, com o apoio de 17 parceiros empresariais e de 8 doadores individuais, num investimento solidário de mais de 157 m€. Para cerca de 90% destes alunos, foi o primeiro computador que as suas famílias receberam.

A expectativa da Associação é que, com a segunda fase da campanha que está em curso, possa continuar a apoiar os estudantes mais vulneráveis e as suas famílias, durante este ano letivo, atribuindo-lhes o equipamento essencial para os jovens possam, no mais curto espaço de tempo, prosseguir com os estudos em formato remoto.

“Continuamos a ter muitos alunos sem computador. No universo de jovens que a EPIS acompanha, identificámos 832 que ainda têm essa necessidade e, neste grupo, há 139 que consideramos prioritários por não terem sequer um primeiro computador em casa. Por isso, mantemos esta campanha de angariação de donativos que nos permitirá continuar a ajudar estes jovens e as suas famílias, muitas delas a enfrentarem situações de desemprego. Com base na aprendizagem da primeira fase da campanha, estamos a conseguir fazer as entregas dos equipamentos no espaço de duas semanas e, assim, tentamos evitar que se atrasem mais na aprendizagem,” refere Diogo Simões Pereira, diretor-geral da EPIS.

A EPIS tem-se centrado nos alunos dos seus programas do 1.º, 2.º e 3.º Ciclos e Ensino Secundário, a partir de uma base de 7.167 crianças e jovens que estão em acompanhamento pela Associação, de forma a promover a inclusão digital dos alunos mais vulneráveis. Este é um dos maiores desafios das escolas, autarquias e comunidades educativas de todo o país, mas também de organizações como a EPIS.

Todos os interessados em contribuir para esta campanha, num esforço conjunto de apoio aos alunos que mais necessitam, podem fazê-lo através de [email protected].

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui