Enfermeiros marcam ação de protesto no Centro de Saúde de Amora

O Sindicado dos Enfermeiros Portugueses marcou uma «acção de Denúncia e Protesto dos Enfermeiros» para esta quinta-feira, 1 de Agosto, a partir das 11h00, à porta do Centro de Saúde de Amora.

DR
publicidade
Tempo de Leitura: < 1 minuto

O Sindicado dos Enfermeiros Portugueses marcou uma «acção de Denúncia e Protesto dos Enfermeiros» para esta quinta-feira, 1 de Agosto, a partir das 11h00, à porta do Centro de Saúde de Amora, segundo informação prestada pela Comissão de Utentes da Saúde do Concelho do Seixal. Desde Dezembro de 2018 que decorre uma greve de enfermeiros do ACES Almada-Seixal ao Atendimento Complementar nos fins de semana e feriados, das 08h00 às 24h00, sobretudo devido à falta de profissionais, segundo o cálculo das Dotações Seguras (Ordem do Enfermeiros), apesar de uma recente admissão de mais profissionais.

Os enfermeiros reuniram com a Direção Executiva do ACES a 9 de novembro de 2018, onde colocaram essa questão, bem como as relacionadas com o atendimento complementar, o período normal de trabalho, as progressões, o suplemento remuneratório dos Enfermeiros Especialistas e a atribuição de password aos enfermeiros em funções de chefia.

«Informámos que os enfermeiros não estão disponíveis para continuar a assegurar este serviço dentro do horário normal de trabalho porque retira horas assistenciais de segunda e sextas-feiras às Unidades Funcionais» refere o Sindicato na sua página.

«A solução imediata, e até á admissão de mais enfermeiros (a nossa primeira reivindicação), será manter a atual distribuição por equipa, passando contudo, a totalidade das 35 horas, a ser alocada às Unidades Funcionais e o Atendimento Complementar, ao fim de semana, passar a ser assegurado em trabalho extraordinário.»

No entanto, segundo o Sindicato, «a Direção, apesar de totalmente autónoma para solucionar a situação, recusou fazê-lo transferindo responsabilidades para o Conselho Diretivo da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT).»

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome