Saúde

Enfermeiros em greve durante quatro dias

- publicidade -

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) convocou uma greve para exigir a contagem de pontos nas suas carreiras e a paridade com os licenciados da Administração Pública. A paralisação vai decorrer entre as 8h00 e as 00h00 dos dias 17, 18, 22 e 23 de Novembro, sendo que esta sexta-feira (18), os enfermeiros juntam-se à greve da Função Pública.

Dirigentes do SEP entregaram no Ministério da Saúde um pedido de continuação do processo negocial com o Governo, anunciando, pela voz do presidente do sindicato José Carlos Martins, greves em protesto contra a “discriminação negativa” dos enfermeiros.

“O Ministério da Saúde continua a não assumir claramente o pagamento de retroactivos desde 2018 e a não corrigir as injustiças relativas. Não há qualquer justificação para que o Ministério não assuma claramente isto”, disse o dirigente sindical, para quem “os funcionários públicos foram posicionados e receberam (retroactivos) desde Janeiro de 2018”, mas no caso dos enfermeiros “o Ministério da Saúde atrasou quatro anos esta contagem de pontos e agora diz que é muito dinheiro e que não pode pagar desde 2018”.

Apesar da paralisação, o SEP assegura que vai cumprir os serviços mínimos e explicou que as restantes estruturas sindicais não se juntam às greves dos dias 17, 22 e 23 de Novembro.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *