Barreiro

Enfermeiros do Centro Hospitalar Barreiro-Montijo em protesto por ‘falta de condições de trabalho’

- publicidade -

Enfermeiros do Centro Hospitalar do Barreiro Montijo (CHBM) vão estar em protesto na próxima segunda-feira, dia 22 de fevereiro, às 11h30, frente ao Hospital do Barreiro, pela ausência de medidas para as suas reivindicações.

O protesto é promovido pelo Sindicato dos Enfermeiros Portugueses – SEP, e através deste os enfermeiros exigem melhores condições de trabalho e denunciam injustiças no CHBM.

 Segundo a nota enviada pelo SEP «este centro hospitalar tem diversas questões que entravam os direitos dos enfermeiros», e apontam: «a possibilidade de despedimento dos enfermeiros com contratos a termo ainda sem garantia de passarem a contratos estáveis e os constrangimentos para assegurar a assistência a filhos menores gerados pelo encerramento das escolas e pelo facto do governo não ter aceitado a proposta do SEP para minimizar o impacto desta medida».

Além destes, apontam ainda «o ‘apagão’ a vários anos de trabalho na instituição que não estão a ser considerados para efeitos de progressão e que ‘anulam’ entre 6 a 16 anos de trabalho e ainda a utilização de critérios redutores utilizados pela administração para aplicação das compensações previstas para os trabalhadores do SNS que estão na prestação de cuidados a doentes e suspeitos de Covid.

Chega ao ponto de considerar compensações a alguns colegas, da mesma equipa e mesmo turno, e a outros não. Temos exemplos disso na área pediátrica.»

Em nome dos enfermeiros, o SEP afirma que estes «consideram inadmissível que numa altura em que estão há vários meses a trabalhar sem férias, sem feriados, com excesso de horas de trabalho e mobilidade entre serviços, estejam sujeitos a estas injustiças».

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui