EconomiaEmpresasMontijoPalmela

Empresas de Montijo e Palmela concorrentes a galardões ‘Porco D’Ouro’

- publicidade -

 A V Gala Porco D’Ouro vai decorrer a 24 de junho na Quinta da Atela, em Alpiarça, na qual são distinguidos os melhores desempenhos das explorações nacionais de suinicultura, organizado pela FPAS – Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores.

A Gala de Entrega dos Prémios Porco D’Ouro esteve interrompida durante dois anos por circunstâncias da pandemia, e regressa este ano distinguindo o trabalho de milhares de funcionários que trabalham no sector.

A V Gala de Entrega dos Prémios Porco D’Ouro vai atribuir os prémios relativos ao ano de 2021, num total de 76 nomeações para 31 prémios, que distinguem os resultados mediante a produção numérica, taxa de partos e longevidade, divididos em três escalões de acordo com a dimensão do efetivo reprodutor das explorações candidatas.

Das 76 nomeações candidatas aos Prémios Porco D’Ouro 2022, 84% pertence à região de Lisboa e Vale do Tejo, 11% à região Centro, 4% ao Alentejo e 1% à região Norte, com destaque para os concelhos de Santarém, com 9 nomeações, Palmela com 7 nomeações, Rio Maior, Leiria, Alenquer com 6 nomeações e Vila Franca de Xira, Torres Vedras com 5 nomeações.

Do distrito de Setúbal concorrem as empresas Valorgado Aligrupo (exploração Aroeira – Palmela e Passal – Montijo); SMUR Aligrupo (Cajados e Jardia); Valpor (Canha); Intersuínos Agrupalto (Lagameças); Valpor (Palmela, exploração Água Viva e Carmongado).

A organização destaca o Prémio do Ministério da Agricultura e da Alimentação que premeia o trabalho desenvolvido em prol da Sanidade, Biossegurança, Bem-Estar Animal e Ambiente, que será entregue pela ministra da Agricultura e da Alimentação, Maria do Céu Antunes.

Este prémio distingue a exploração com o melhor desempenho em mais de 80 critérios relacionados com aspetos como o espaço dos animais nas explorações, a gestão de efluentes ou os programas sanitários que bloqueiam a propagação de doenças animais, como a Peste Suína Africana.

Outros destaques vão para os galardões ‘Prémio Especial Porco D’Ouro Ministério da Agricultura e da Alimentação para a Sanidade, Biossegurança, Bem-Estar Animal e Ambiente’, ‘Prémio Inovação Zoetis’ e ‘Prémio Porco Diamante’.

No que respeita ao campo da investigação aplicada à suinicultura, o ‘Prémio Especial Inovação Zoetis’ premeia e incentiva os produtores a desenvolver a investigação e a inovação de forma a promover a melhoria das explorações, e como requisito básico, a nomeação para este galardão requer ideias originais, de carácter não comercial, com implementação em diferentes âmbitos, como maneio, gestão de recursos humanos, meio ambiente, instalações, biossegurança, genética, eliminação de resíduos, sanidade animal ou bem-estar animal, que levem à otimização e inovação da exploração.

Por fim, o ‘Prémio Porco Diamante’ aplica-se aos candidatos com melhores padrões de higiene, biossegurança e maneio nas suas explorações.

Segundo a organização, «todos estes prémios são de especial importância, sobretudo numa época em que o setor da suinicultura vive momentos muito difíceis, associados à crise das matérias-primas com o escalar do preço dos cereais e a sua escassez, bem como o aumento dos custos dos combustíveis e da eletricidade.

O próprio decréscimo do consumo provocado pela perda do poder de compra dos portugueses compromete ainda mais a sobrevivência de milhares de postos de trabalho.»


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *