Montijo

Empresa pressionada para despedir homem que matou cadela no Montijo

publicidade

A empresa onde trabalha o homem que matou e esquartejou a cadela Roxi no Montijo, está a ser alvo de vários comentários na sua página da rede social do Facebook.

A STEC, empresa de abate e desmanche de carnes, tem recebido várias mensagens que questionam o posicionamento desta perante o crime que foi cometido por um dos seus empregados e exigindo o seu despedimento imediato.

Até ao momento, a empresa ainda não se pronunciou.

O homem de 38 anos, natural do Uzbequistão, foi detido no dia 22 de Dezembro, depois de um alerta à PSP de que o mesmo tinha abatido e esquartejado uma cadela jovem, de raça pastor-alemão, que pertencia à ex-companheira.

Depois de ter sido detido, presente a tribunal ficou com termo de identidade e residência e aguarda o desenvolvimento do processo criminal em liberdade.

Dilshod Khodjaev já consta como suspeito noutros processos crime por violência doméstica contra a sua ex-namorada, segundo as autoridades.

A mulher, de 66 anos de idade, está aterrorizada com a situação e a PSP informa ainda que promoveu a reavaliação do nível de risco de modo a que possa ser ponderada a necessidade de serem disponibilizadas à cidadã medidas de segurança adicionais.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui