Atualidade

EMA investiga novos efeitos secundários das vacinas da Pfizer e Moderna

- publicidade -

A Agência Europeia de Medicamento (EMA, na sigla em inglês) apresentou novos dados sobre novos possíveis efeitos residuais das vacinas contra a Covid-19 da Pfizer e da Moderna, e se se trata de uma relação casual ou se pode ser algo grave.

Os três novos possíveis efeitos secundários das vacinas da Pfizer/BioNTech e da Moderna, cuja associação ainda permanece sob investigação, são eritema multiforme, glomerulonefrite e síndrome nefrótica, revela o El Economista, que se juntam aos já sentidas pela maioria da população vacinada, tais como cansaço, dores no local da injeção, dores de cabeça, calafrios ou febre.

O eritema multiforme consiste num distúrbio cutâneo inflamatório, causado por uma reação de hipersensibilidade alérgica e caracterizado pela presença de caroços avermelhados e salientes na pele, que se encontram geralmente distribuídos simetricamente por todo o corpo. Este sintoma pode também afetar as membranas mucosas das cavidades internas do corpo.

A glomerulonefrite é um distúrbio de glomérulos que danifica o sistema renal, com aglomerações de vasos sanguíneos microscópicos nos rins com pequenos poros através dos quais o sangue é filtrado, sendo caracterizada pelo inchaço do tecido do organismo (edema), hipertensão arterial e aparecimento de sangue na urina.

Por sua vez, a síndrome nefrótica também atinge os rins e é um distúrbio dos glomérulos, mas em que quantidades excessivas de proteína são expelidas através da urina. Esta excreção excessiva de proteína leva a uma concentração de líquido no corpo (edema) e a altos níveis de gorduras no sangue.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo