Rubrica

Em Abril: Despenteie-se!

- publicidade -

Os meus pacientes estão habituados a  ouvir-me  falar  do  lado  despenteado  da vida,  aquele  onde  colecionamos  os  momentos  felizes  que  nos aquecem  por dentro, seguram na mão quando a vida se torna mais desafiante e nos impelem a voar!

“Precisa  aprender  a  despentear-se”,  será  uma  das  frases  que  mais  tenho pronunciado como psicoterapeuta. De facto, na ânsia da perfeição, imposta pela sociedade atual,  não  parece  existir  nem  tempo,  nem  espaço  para  as  viagens dentro de nós, para o imprevisto, para a gargalhada solta, para saborear a vida sem pressas.

A pressão das massas, do capitalismo e do consumismo tem vindo a matar a criatividade e muitas possibilidades de ser feliz.

Há quanto tempo não se despenteia? Há quanto tempo não se permite ser livre dentro de si? O confinamento e o vírus, não nos tiram a liberdade de ser e de pensar.

Dentro de cada um, existe o potencial para sonhar e realizar, desde que se permita ver para  além  dos  pré-conceitos,  das  ideias  formatadas  e  de  tudo  aquilo  que  a sociedade espera de si.

Já explorou, verdadeiramente, o seu potencial? Já viveu aquilo que realmente sente  que  o  fará  feliz?  Ou  tem  vivido  a  vida,  como  uma  listagem  onde  vai marcando “feito”?

Sou psicóloga há 20 anos, psicoterapeuta há 12. São muitos os rostos que tenho tido o privilégio de conhecer e de acompanhar nesta viagem ao íntimo de cada um.

Cada rosto traz consigo uma família, várias heranças, segredos, sonhos e amarras. Só quem se conhece, pode ser verdadeiramente livre.

Em Abril, mês da liberdade, ofereça-se verdade!

Permita-se o saudável devaneio de pensar em si, de trilhar o caminho do sonho e das realizações!

Em Abril, faça um favor a si mesmo: Despenteie-se!!

- publicidade -

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui