Parceiros
AtualidadeEconomia

É cliente do Banco CTT? Vai passar a pagar comissões de manutenção

- publicidade -

O Banco CTT era das poucas entidades bancárias no país que não cobrava comissões de manutenção de conta, mas a situação vai alterar-se a partir de 31 de março.

Os clientes passarão a pagar 20,80 euros, por ano, pela manutenção de conta e além do fim desta isenção, o banco anunciou outros aumentos para 2022, segundo uma informação da Deco Proteste.

«O encargo terá um custo de 5,20 euros por trimestre, num total de 20,80 euros anuais. Quem tiver um cartão de débito associado à conta ficará isento da comissão, mas verá a anuidade do cartão aumentar 23%, para 19,24 euros.»

Também a conta de serviços mínimos, até agora gratuita, passará a ter um custo de 4,24 euros por ano (valor próximo do máximo permitido por lei), e os levantamentos ao balcão custarão 7,80 euros por operação, mais 67% do que até aqui.

«Ainda assim, o valor anual que o Banco CTT vai passar a cobrar pela manutenção de conta representa menos de um terço do que é cobrado pela média dos bancos nacionais» refere a Deco.

Desde o seu surgimento, em março de 2016, o Banco CTT regeu-se por uma política de baixos custos, alcançando 600 mil clientes em apenas cinco anos, com o lema «’Zero’ na comissão de manutenção de conta, ‘zero’ na anuidade do cartão de débito e ‘zero’ nas transferências através da internet».

A custo ‘zero’ mantêm-se apenas as transferências via homebanking.

Ainda segundo a Deco, apenas quatro bancos não cobram comissões de manutenção de conta: o ActivoBank, o Banco BiG, o Best Bank e o BNI Europa.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário