BarreiroDistrito Setúbal
Em Destaque

Donos de cães preocupados com envenenamentos que ocorrem na Mata da Machada

São já três cães com sintomas de envenenamento e que são assistidos em veterinários após um passeio com os donos à Mata da Machada, no Barreiro. GNR está a investigar os casos.

- publicidade -

O que devia de ser um passeio à Mata da Machada, no Barreiro, passa a ser um autêntico filme de terror, pois nas últimas semanas três cães apresentaram sintomas de envenenamento depois de ter feito um passeio com os donos nos percursos daquele espaço. Os animais tiveram que ser assistidos em veterinários e todos eles vindos da Mata Nacional da Machada.

Segundo o CM, um casal de donos relata o sucedido, depois de um passeio que deram ao local com os seus dois animais de estimação [no passado domingo], o Kenay foi uma das vítimas de pedaços de carne com veneno. O casal relata ainda que foram passear os aninais para o local, repararam que o Kenay tinha algo na boca, tentaram tirar para que o animal não engolisse o ‘objeto’. Meia hora mais tarde e já junto do carro começaram a ver que o Kenay dava sinais de não estar bem, começando-se a espumar e a ter convulsões.

Já no médico veterinário, foram avisados que o Kenay não estava bem e que poderia morrer. Na intervenção que o veterinário fez, recuperou mais um pedaço de carne, que acredita ter sido a base do problema de Kenay, pois o cão estava com um quadro compatível a de uma intoxicação aguda por inseticidas/pesticidas, ficando registado no relatório médico essa causa.

Segundo vários testemunhos médicos-veterinários, este não será um caso único, na última semana outros casos semelhantes de envenenamento de animais, todos eles provenientes daquela zona tem sido frequente. Outros animais não tem tido a sorte de Kenay pois aparecem mortos sem sinais de atropelamento, o que aumenta a suspeita de alguém andar a espalhar pedaços de carne envenenada.

A GNR está atenta aos casos e já abriu um procedimento de investigação. O Diário do Distrito contactou a Câmara do Barreiro e aguarda por mais esclarecimentos sobre esta situação.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui