Parceiros
Rubrica

Do céu ao inferno

- publicidade -

No imaginário de muitos, a parentalidade surge revestida de idealização e fantasia. Para outros tantos, ser pai e mãe representa um objetivo de vida e a não concretização do mesmo será vivida com sofrimento e frustração.

Mas o que acontecerá quando, após a concretização do sonho, chega um sofrimento que não se pensava possível?

O que acontecerá quando a parentalidade se torna um pesadelo? Quer por via biológica, quer por via da adoção, um filho acarreta inúmeros desafios e incertezas. Do natural abalo na conjugalidade, privada de tempo e de palco, inerente à reorganização do sistema familiar e à prestação de cuidados que a criança exige, aos desafios inerentes à construção do papel de mãe e de pai, de tudo um pouco poderá/irá acontecer.

Quanto melhor a comunicação entre o casal e a confiança mútua melhor será o prognóstico, no que concerne a enfrentar e resolver os obstáculos que poderão surgir.

Existem também situações limites, com filhos que, com causas diversas, maltratam os pais quer física quer psicologicamente. Aqui, do céu passa-se a viver o inferno. Em muitos casos em silêncio, pela vergonha social que acarreta a partilha de uma situação desta natureza.

Urge falar sobre este assunto e abordar a relação parental de forma mais realista e menos idealizada. Urge diminuir a pressão social para a maternidade. É sim possível ser feliz e realizada sem filhos!

Urge incentivar as famílias a pedir ajuda. Só a terapia familiar e a psicoterapia poderão ajudar, a par da intervenção farmacológica, quando necessário. O silêncio perpetua e agrava a doença mental e coloca em risco a vida.

Por fim, reforçar que a parentalidade não anula a identidade do indivíduo. Que em cada pai e mãe, há homens e mulheres que continuam a ter direito a uma vida para além dos papeis parentais.

Ser feliz é uma escolha! Não tenha medo de pedir ajuda! Escolha-se!


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário