Parceiros
AtualidadeDesportoMundoSociedade

Djokovic já foi deportado da Austrália

- publicidade -

Novak Djokovic já deixou a Austrália, depois do Tribunal Federal rejeitar a tentativa de obter um novo visto que lhe permitsse permanecer no país.

O tenista sérvio foi deportado este domingo, tendo embarcado num voo de Melbourne para o Dubai ao início da noite (hora local).

Em comunicado, Djokovic disse que estava “extremamente desapontado” com a decisão do Tribunal.

“Respeito a decisão do tribunal e colaborarei com as autoridades relativamente à minha saída do país”, escreveu o tenista. Djokovic não pode voltar a solo australiano nos próximos 3 anos.

A primeira-ministra da Sérvia já veio criticar a decisão do tribunal australiano de cancelar o visto, considerando que esta medida é “escandalosa”.

Também o Presidente sérvio, Aleksander Vucic, atacou as autoridades australianas depois de anunciada a decisão do tribunal. “Eles acham que com isso, esses dez dias de maus tratos, humilharam Djokovic, mas eles humilharam-se a eles próprios. Djokovic pode voltar ao seu pais de cabeça erguida”, afirmou o Chefe de Estado.

“Acho inacreditável que tenhamos duas decisões judiciais completamente contraditórias dentro de um periodo de apenas alguns dias”, disse a governante.

Recorde-se que o tenista, número um mundial, aterrou no aeroporto de Melbourne na semana passada para participar no Open da Austrália, que decorre de 17 a 30 de janeiro.

Após a chegada, as autoridades de imigração revogaram o visto por alegadamente não ter cumprido os requisitos de entrada que procuram prevenir a propagação da Covid-19 no país, apesar de uma isenção que lhe permitia entrar no país sem vacinação.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário