Distinção de mérito Barca Aldegalega entregue a Susana Ramos e Associação Somos Peixinho

O dia da Freguesia, promovido pela Junta da União das Freguesias de Montijo e Afonsoeiro, contou com a entrega a distinção de mérito Barca Aldegalega à Associação Somos Peixinho e à médica-dentista Susana Falardo Ramos, seguida de um espectáculo de fado com Hélder Moutinho.

0
50
Tempo de Leitura: 3 minutos

Teve lugar este domingo a cerimónia solene que assinala o dia da Freguesia, promovida pela Junta da União das Freguesias de Montijo e Afonsoeiro, que contou com a entrega a distinção de mérito Barca Aldegalega à Associação Somos Peixinho e à médica-dentista Susana Falardo Ramos, seguida de um espectáculo de fado com Hélder Moutinho.

Na mesa estiveram o presidente da Junta da União das Freguesias de Montijo e Afonsoeiro, Fernando Caria, o presidente da Mesa da Assembleia de Freguesia, Manuel Marques, o presidente da Câmara Municipal do Montijo, Nuno Canta e a presidente da mesa da Assembleia Municipal, Catarina Marcelino.

Susana Falardo Ramos é médica-dentista e tem um percurso profissional de grande relevo na área da ortodontia, tanto a nível nacional como internacional, juntando ainda à sua vida profissional imensos projetos de cariz social.

“É com grande emoção que recebo esta distinção, e enorme orgulho como profissional, médica e sobretudo como montijense”, referiu a homenageada, deixando uma palavra à Associação Somos Peixinho “por ter feito mais e melhor pela comunidade montijense desde que foi fundada” e agradecendo “aos três pilares da minha vida, que me permitiram este percurso de muito trabalho e sacrifício: a minha família, na pessoa do meu marido, mãe, irmão, primos e sobrinhos; os amigos e os colegas”.

A médica destacou “a importância da educação na melhoria da saúde, para ser possível colocar em prática os ensinamentos da higiene oral e por isso tenho de agradecer à Junta de Freguesia e à Câmara Municipal, pelo apoio na divulgação dos meus projectos.”

A Associação Somos Peixinho é umas das mais recentes instituições do movimento associativo da freguesia, criada em 2015, após um piquenique de antigos alunos da Escola Jorge Peixinho, e tem realizado vários projectos solidários e de dinamização do concelho.

O presidente da Associação, Fernando Belo, deixou também uma palavra de apreço à Dr.ª Susana Ramos “por todo o apoio que tem dado à nossa actividade”, explicando depois que “esta associação nasceu de um acaso feliz, um piquenique, e que nos levou a abraçar novos desafios, com um objectivo comum: o Montijo. Mais de vinte mil pessoas passaram pelos nossos eventos solidários, que contaram com mais de cinco mil participantes.”

Fernando Belo não deixou de apontar as dificuldades da associação “com menos de cinquenta sócios, sem uma sede, sem dinheiro, mas com algo muito importante: o apoio de muitos amigos.”

Deixou depois um agradecimento “aos que iniciaram e saíram, e aos que vieram de novo”, relembrando que “tivemos já momentos muito difíceis e até de ingratidão e incompreensão, que quase nos levou a desistir, mas temos depois este apoio de quem acredita que se pode fazer alguma coisa, e da Junta de Freguesia por ter acreditado num grupo de loucos que quer fazer algo pelo Montijo.”

Nos discursos oficiais, Manuel Marques frisou “a importância de destacar e homenagear as pessoas que fazem sobressair o Montijo e assim, homenageamos as nossas raízes”, e Catarina Marcelino relembrou os seus tempos de estudante na Escola Jorge Peixinho, destacando “que hoje estamos a comemorar uma freguesia com muita história”.

O momento pelo qual o Montijo está a passar agora, com o projecto do novo aeroporto, fez também parte dos discursos, com Catarina Marcelino a apontar a necessidade de “determinação e coragem de não sermos «velhos do Restelo», antes investir numa oportunidade única para o nosso território, aquele que será o maior investimento na península de Setúbal nos próximos anos”.

O papel dos autarcas e do Poder Local foi o tema do discurso de Nuno Canta, que frisou conhecer “o trabalho do presidente desta freguesia e o seu empenho em tudo fazer para servir os seus fregueses, e é também por esse motivo que este executivo decidiu aceitar as delegações de competências do Governo, porque assim poderemos responder melhor aos problemas da população, e assumir novas responsabilidades para permitir o desenvolvimento do concelho”.

Sobre a homenagem “que é um agradecimento aos montijenses que engrandecem a sua terra como a Dr.ª Susana Ramos e a Associação Somos Peixinho”, o presidente relembrou “o percurso extraordinário em medicina dentária e também ao serviço de causas públicas” e deixou a promessa à Associação “de que iremos tratar da questão da sede”.

Fernando Caria centrou o discurso no papel da Junta de Freguesia no apoio ao movimento associativo, apoio social, às escolas e às actividades seniores e na parceria com a Câmara Municipal “para a realização de várias obras, num espírito de cooperação e lealdade, mas sempre com elevado nível de exigência. Por isso os nossos protocolos de descentralização têm ido mais longe, e agora com o novo aeroporto, teremos uma nova fase de crescimento.”

Agradeceu ainda aos “muitos fregueses que fazem muito pela sua terra, sem pedir nada em troca, e que contrapõem aqueles de tudo dizem mal e nada fazem. Daí a importância também de homenagear quem leva o nome do Montijo ainda mais longe.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome