AtualidadeSeixal

DGS admite que Festa do Avante! é ‘evento complexo’

publicidade

“Não vamos permitir o que é proibido, nem proibir o que é permitido” frisou a ministra da Saúde, Marta Temido, quando questionada sobre a realização da Festa do Avante! e a análise que está a ser feita pela DGS.

“O número de visitantes numa organização como esta não tem a ver com ministério da Saúde, mas posso adiantar que está a ser feito um trabalho de avaliação técnica com os promotores do evento.

Em termos genéricos não haverá excepções, mas estamos perante uma organização que engloba um conjunto de áreas de actividades, com regras, e o que procuramos fazer é a africção do que são as condições que o promotor do evento tem para cada uma dessas áreas face às regras da DGS.

Repito, não vamos permitir o que está proibido, nem proibir o que está permitido. Ninguém entenderia que se fizesse um tratamento especial, mas também não podemos impor deveres especiais como os que já estão impostos nas áreas de restauração, transportes e afins.”

Esta posição foi sustentada também pelo subsecretário Geral da Saúde, Rui Portugal, reforçando que “está a ocorrer uma avaliação de carácter técnico, com questões que foram feitas de ambas as partes.

Trata-se de um evento complexo pela quantidade de actividades e o espaço em que decorre e está a ser conversado. Não se trata de uma actividade única, e exige o seu tempo de análise por parte da DGS, na formulação de todos os planos de contingência  por parte da entidade promotora e não há nada de excepcional no processo.”

Já sobre a lotação do evento, Marta Temido referiu que “os dados conhecidos são os da lotação máxima, de 100.000 para a licença de utilização, mas estamos num momento e num contexto específico e teremos de tomar decisões com base nisso”.

Ler mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui